PREFEITURA DE MARINGÁ E MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES ASSINAM REPASSE DE R$120 MILHÕES PARA OBRAS DE AMPLIAÇÃO DO AEROPORTO


Com a presença do Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, em Maringá, o prefeito Ulisses Maia vai assinar na manhã desta sexta-feira (18/08), o termo de repasse do convênio de R$ 120 milhões firmado com o Governo Federal para execução do projeto de modernização do Aeroporto Regional Silvio Name Júnior.

A assinatura está prevista para as 10 horas da manhã, em cerimônia no hangar da BR Aviation Center, no Aeroporto, que terá a participação de autoridades municipais e lideranças regionais.

O projeto de modernização terá contrapartida do município no valor de R$ 7 milhões, divididos entre os anos de 2017 e 2018. Os recursos a serem repassados pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) vão permitir, entre outras obras, que a extensão da pista seja aumentada em mais 280 metros, passando dos atuais 2.100 metros para 2.380 metros.

O pátio de estacionamento de aeronaves será ampliado e receberá a aplicação de pavimento rígido, em concreto puro, enquanto a taxiway - a faixa de pista em que a aeronave pode taxiar - ganhará acostamento e será estendida até a cabeceira.

O projeto prevê ainda a reformatação da cabeceira da pista principal e a ampliação do prédio da Seção Contra Incêndio - do Corpo de Bombeiros - que passará dos atuais 150m² para 300m².

De acordo com o superintendente do Aeroporto, Fernando Rezende, a assinatura do convênio do município com a Secretaria de Aviação Civil dará início ao processo de licitação para a contratação da empresa que vai executar as obras.

Outras melhorias

O superintende Fernando Rezende assegura que “a vinda do Ministro dos Transportes a Maringá poderá viabilizar os procedimentos para a execução de outro projeto, que visa melhorar o atual sistema de navegação aérea do Aeroporto”.

Segundo Rezende, o objetivo é atualizar a questão de segurança nas operações com a aquisição de novos equipamentos dos sistemas de meteorologia e de aproximação por satélite, com a instalação de uma estação meteorológica de primeira linha, em substituição ao equipamento existente, já obsoleto. 

“Depois da ampliação da pista pretendemos melhorar também a estrutura da estação de embarque e desembarque, além de aumentar o mix de lojas e implantar os fingers, com pontes telescópicas, a partir do pavimento superior até o acesso às aeronaves. Mas esses são projetos futuros”, afirma.

Fonte: Prefeitura de Maringá