OPERAÇÃO OSTIUM DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA EM CASCAVEL-PR

Cascavel e Foz do Iguaçu (PR), Dourados (MS) e Chapecó (SC), são quatro cidades que disponibilizarão parte das instalações de seus respectivos aeroportos para a operação Ostium. Conforme as informações, esta operação é ligada às fronteiras do Brasil com países vizinhos. Os trabalhos deverão durar entre 6 meses e um ano.
Não foram divulgados detalhes sobre os procedimentos da operação. As equipes que chegaram à capital do oeste estão acampadas no pátio do aeroporto e realizaram a montagens de seu equipamentos.
Em Cascavel, estão baseados na operação quatro aeronaves caças modelo A-29 Super Tucano, dois helicópteros Black Hawk e como apoio nas operações aeronaves Hercules C-130 e C-105 Amazonas.
Confira abaixo algumas imagens da operação Ostium no aeroporto de Cascavel. Agradecimento especial aos Spotters Rodrigo B. Garcia e João Carlos Ribeiro que nos cederam gentilmente algumas imagens da operação no aeroporto.
Imagem: Rodrigo B. Garcia

Imagem: Rodrigo B. Garcia

Imagem: Rodrigo B. Garcia

Imagem: João C. Ribeiro

Imagem: João C. Ribeiro

Imagem: João C. Ribeiro

Imagem: João C. Ribeiro

CÂMARA MUNICIPAL APROVA R$61 MI PARA INICIO DAS OBRAS NO AEROPORTO DE MARINGÁ

Imagem: Emerson Carvalho
Por conta dessa aprovação no Legislativo, expectativa é de que obras comecem ainda no segundo semestre deste ano. R$ 121 Milhões é o valor total que deve ser investido no aeroporto. São R$ 114 milhões do governo federal e R$ 7 milhões do município.

As obras de ampliação da pista e aquisição de equipamentos que auxiliam os pilotos para pousos e decolagens no Aeroporto Regional Silvio Name Júnior de Maringá podem começar no segundo semestre deste ano.

Os vereadores aprovaram ontem na Câmara alteração no orçamento do município que prevê R$ 61 milhões para serem usados neste ano. Mais de 90% da verba vem do governo federal, sendo que o restante é do município. “É uma mudança na lei orçamentária que deveria passar pela Câmara.

O convênio com o governo federal é deste ano e possibilitará ao aeroporto trabalhar com mais eficiência”, explicou o líder do prefeito na Câmara, Jean Marques (PV).

Segundo o superintendente do aeroporto, Fernando Rezende, o passo dado na Câmara foi importante. “A previsão é de assinarmos o termo de convênio em março. Após a assinatura, a ideia é começar a licitação em 60 dias e a previsão é de dar início as obras no segundo semestre deste ano”, destacou o superintendente.

O que muda Dentre as obras previstas os recursos vão permitir a extensão da pista seja aumentada em mais 280 metros, passando dos atuais 2.100 metros para 2.380 metros.

Também está prevista a atualização da Seção Contra Incêndio – do Corpo de Bombeiros, ampliação do pátio de estacionamento, a revitalização da faixa de pista em que a aeronave pode taxiar até o terminal e a aquisição de novos equipamentos dos sistemas de meteorologia e de aproximação, inclusive com instalação de ILS (Instrument Landing System), sistema favorece operações em condições climáticas adversas, diminuindo atrasos e cancelamento de voos em função da falta de visibilidade.

Fonte: Metro Jornal - Leonardo Filho

OBRAS NO AEROPORTO DE UMUARAMA COMEÇAM EM MARÇO



Está previsto para este mês de março o início das obras de adequação do Aeroporto Orlando de Carvalho, pelo menos a parte que cabe à prefeitura da cidade, movimentação de terras/ construção de aterro. Se o cronograma for cumprido sem atrasos, a expectativa de conclusão das edificações e recapeamento da pista é julho. Na sequência as companhias aéreas devem dar início as operações.
O intervalo de cinco meses é tempo suficiente, também, para a homologação do aeroporto junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). “Todos os projetos técnicos estão prontos e encaminhados. Os recursos estão praticamente certos, junto ao governo do Estado", afirmou o prefeito Celso Pozzobom.
No total serão investidos R$ 7,6 milhões. A obra utilizará recursos do governo do Paraná, liberados por meio Secretaria de Infraestrutura e Logística, e emendas parlamentares aprovadas no Orçamento do Estado. A Secretaria de Aviação Civil (SAC) da Presidência da República fornecerá mais de R$ 1 milhão em equipamentos.
O próximo passo é definir como será feito o processo licitatório pelo qual as empresas serão contratadas para os serviços. A licitação poderá ser feita pela Prefeitura ou diretamente pelo governo do Estado”, acrescentou o secretário.
Conforme os projetos, as obras previstas para o aeroporto de Umuarama incluem recapeamento (com uma camada de 5 cm de massa asfáltica) e ampliação da pista, que vai ganhar 74 metros de extensão e bolhas de manobra; adequações de regulamentos para atender ao avião modelo ATR 72-600, a ser utilizado pela companhia aérea para os voos regulares; ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves; adequação e ampliação do terminal de embarque e desembarque de passageiros; ainda a construção de instalações para o Corpo de Bombeiros; implantação de nova cerca operacional de alambrado; montagem da estrutura e instalação da estação de rádio.
Fonte: Massa News

OBRAS NO AEROPORTO DE MARINGÁ SERÃO LICITADOS EM MARÇO

Imagem: Emerson Carvalho
Os últimos detalhes para o projeto de ampliação da pista e outras melhorias estruturais no Aeroporto Regional Silvio Name Júnior foram acertados em Brasília, na última terça-feira (14/02), pelo prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

Acompanhado do superintendente Fernando Rezende, o prefeito manteve reunião com o comando da Secretaria de Aviação Civil (SAC) - órgão vinculado ao Ministério dos Transportes e que coordena e supervisiona ações voltadas para o desenvolvimento estratégico do setor aeronáutico.

“Na reunião ficou definido que o termo de repasse do convênio de R$ 120 milhões para a execução das obras vai ser assinado no início de março. Em seguida será aberta licitação para que as obras comecem ainda no primeiro semestre deste ano”, assegurou o prefeito. O valor da contrapartida do município será de R$ 7 milhões.

Os recursos que virão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) vão permitir, entre outras obras, que a extensão da pista seja aumentada em mais 280 metros, passando dos atuais 2.100 metros para 2.380 metros.

Também está prevista a atualização da Seção Contra Incêndio - do Corpo de Bombeiros, ampliação do pátio de estacionamento, a revitalização da taxiway - a faixa de pista em que a aeronave pode taxiar até o terminal - e a aquisição de novos equipamentos dos sistemas de meteorologia e de aproximação, inclusive com instalação de ILS (Instrument Landing System). O sistema de pouso por instrumentos ILS favorece operações em condições climáticas adversas, diminuindo atrasos e cancelamento de voos em função da falta de visibilidade.

Na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), órgão regulador do transporte aéreo no país, o prefeito propôs o estabelecimento de um novo regime tarifário para as companhias aéreas que operam em Maringá. “É preciso rever esses preços abusivos que são cobrados pelas companhias para embarque no nosso aeroporto, o que dificulta o aumento do fluxo de passageiros e, consequentemente, o número de voos diários”, afirma Ulisses.

No ano passado o aeroporto de Maringá registrou o embarque e desembarque de 876 mil passageiros.

Para o superintendente Fernando Rezende, a tendência é que o movimento no aeroporto aumente com as melhorias previstas. “Com a ampliação da pista e melhorias na estrutura da estação de embarque e desembarque, o aeroporto estará preparado para receber aeronaves maiores e em maior número de voos, incluindo até o de aviões cargueiros”, diz.

Antes das reuniões na SAC e na ANAC, o prefeito e o superintendente visitaram os três gabinetes dos deputados federais por Maringá: Edmar Arruda, Luiz Nishimori e Enio Verri.

Fonte: Prefeitura Municipal de Maringá

PREFEITURA BUSCA RETORNO DE VOOS E LIBERAÇÃO DE RECURSO PARA INICIO DAS OBRAS NO AEROPORTO DE MARINGÁ

Foto: Emerson Carvalho

Enquanto aguarda a liberação de recursos da Secretaria de Aviação Civil (SAC) para a execução de uma série de obras estruturais, o Aeroporto Regional Silvio Name Júnior recebe melhorias internas e de baixo custo que visam o bem-estar dos passageiros e a segurança do próprio terminal.

“Um edital de licitação está sendo elaborado para a execução de reparos na estrutura já existente para atender necessidades imediatas e ao padrão normal de manutenção preventiva”, revela o superintendente Fernando Rezende.

“Nesta semana, por exemplo, estamos negociando com a diretoria da companhia aérea Gol, em São Paulo, o retorno de alguns voos que estavam suspensos desde o segundo semestre do ano passado. E, para isso, é preciso que o nosso aeroporto ofereça todas as condições exigidas para as operações”, afirma.

Entre as melhorias emergentes o superintendente cita reparos em alguns pontos da pista e reformulação no ambiente interno da estação de passageiros para maior conforto dos usuários.

Também em São Paulo, Rezende negocia com a empresa Multilog, responsável pelas operações do Porto Seco, uma rotina de voos de cargas que, atualmente, é apenas eventual.


Na próxima terça (14/02), o superintendente Fernando Rezende viaja à Brasília para pleitear da Secretaria de Aviação Civil a liberação do convênio no valor de R$ 123 milhões para a execução de uma série de obras na estrutura da pista do Aeroporto Regional Silvio Name Junior.

Entre as melhorias previstas está o aumento da extensão da pista em mais 180 metros, readequação das instalações do Corpo de Bombeiros, ampliação do pátio de estacionamento e novos equipamentos dos sistemas de meteorologia e de aproximação, inclusive com instalação de ILS (Instrument Landing System). A extensão da pista passa dos atuais 2.100 metros para 2.280 metros.

“Com esses procedimentos a estrutura da pista estará preparada para receber aeronaves maiores, especialmente os cargueiros que exigem melhor classificação dos aeroportos para suas operações”, explica.

Segundo ele, assim que o convênio for assinado será aberta licitação para o início das obras ainda neste primeiro semestre do ano.

Fonte: Prefeitura Municipal de Maringá

LATAM ANUNCIA NOVOS VOOS PARA LONDRINA E FOZ DO IGUAÇU

Imagem: Arthur Rodrigues Santana / Spotter -  Aeroporto Inter. de Cuiabá/MT
A companhia aérea Latam anunciou nesta terça-feira (07/02) que vai operar novos voos para Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e para Londrina, no norte do estado.
Segundo a empresa, as passagens aéreas para os dois destinos já estão disponíveis à venda, e as rotas vão funcionar aos finais de semana, utilizando aeronaves Airbus A320 com capacidade máxima de 174 assentos em uma unica classe.
Já partir de 26 de março, a capital paranaense, Curitiba, contará com voos para Foz do Iguaçu, com saídas aos sábados, às 12:20Hs, e aos domingo, às 10:25Hs. De Foz do Iguaçu para Curitiba, os voos decolaram às 14:25Hs dos sábados e às 11:50Hs dos domingos.
Imagem: Arthur Rodrigues Santana / Spotter -  Aeroporto Inter. de Cuiabá/MT
Londrina terá voos diretos para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, a partir de 1º de julho. O voo será aos sábados, às 18:55Hs. No sentido contrário, a aeronave decola para Londrina aos domingos, às 08:30Hs.

De acordo com a Latam, os horários das novas operações em Londrina foram planejados para conectar os passageiros da região com as chegadas e partidas internacionais da companhia, concentradas exclusivamente no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo.